AS VARIVEIS QUE TEM QUE SABER DOMINAR NO TREINO

A) Volume

E o primeiro componente do treino, o volume é a quantidade total de treino e pode ser determinado por:

– Longitude do trajecto
– Quantidade de repetições
– Quantidade de quilos levantados
– O tempo ou a duração de um treino

Um dos erros mais frequentes no treino para o fitness é utilizar elevados volumes por sessão de treino, dificultando desta forma a progressão.
O voLume de uma sessão de treino deve ser cuidadosamente definido na sua intensidade e na recuperação para poder alcançar os objectivos da sessão.
Progressões lógicas para aumentar o volume de treino:

•Aumentando a duração de cada sessão de treino: De 3 sessões de 60 minutos passa-se para 3 de 90 minutos e depois para 3 de 120 mm
•Aumentando o número de sessões por semana: De 3 sessões de 120 minutos passa-se para 4 de 120 e depois para 5 de 120
•Aumentando o número de repetições, exercícios ou técnicas elementares por cada sessão de treino
•Aumentando a distância ou a duração de cada repetição ou exercício

 

B) Intensidade

A intensidade é o componente qualitativa do treino. Caracteriza-se pelo valor que se dá a cada estímulo e pelo trabalho que se desenvolve por unidade de tempo. Para poder ter um controlo da intensidade tem que saber os seus valores máximos ou sub-máximos. Dependendo dos meios de que dispõe, estes valores serão mais ou menos objectivos, mas sempre muito válidos na hora de recolher referências.

As zonas de treino ser-lhe-ão muito úteis para o controlo da intensidade a partir de percentagens da FC.

 

 

 

Progressões lógicas para aumentar a intensidade de treino:
•Aumentar a velocidade para cobrir uma distãncia determinada (aumentar o ritmo)
•Aumentar a carga de trabalho se se tratar de exercícios de força
•Aumentar o número de repetições com a mesma intensidade
•Reduzir o descanso entre repetições e exercícios

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.