Queres um Personal Trainer

Há uns anos atrás, ter um Personal Trainer  também conhecido como PT era visto mais como uma moda importada dos Estados Unidos do que uma necessidade. Hoje, mais do que nunca, o treino personalizado é encarado como extremamente útil para alcançar os objectivos traçados…

Um treinador pessoal pode ser uma óptima alternativa para quem já tentou praticar exercício mas desiste sempre, para quem tem um problema especifico ou para quem procura progredir no treino.
Porque nem sempre conseguimos sozinhos chegar onde queremos e porque as aulas de grupo e o acompanhamento geral de um ginásio podem não ser suficientes, os health clubs apostam cada vez mais no treino personalizado. Existem mesmo empresas que fornecem PT’s ao domicílio ou em outdoor. Ter um PT permite- nos aproveitar melhor o tempo, e muitas vezes é a única maneira de conseguirmos fazer exercício físico. Existem casos em que o treinador pessoal é quase imprescindível; quando se é atleta de alta competição por exemplo, em caso de lesões, pessoas com problemas de saúde, etc.

A grande vantagem em teres um treinador pessoal é que, além de não haver lugar para faltas ou desistências, porque ele está lá para te acompanhar, é que o treino é feito para ti, para alcançar os teus objectivos e vai-se fazendo ajustes pormenorizados para melhorar sempre. E uma excelente maneira de ficares viciado no treino!

 

10 Perguntas e respostas  sobre treino personalizado

1- Porque é que é importante ter treino personalizada?

A necessidade do exercício físico estruturado no contexto social actual é um facto, o Treino Personalizado vem ajudar a maximizar a eficácia do treino; no fundo, como qualquer serviço personalizado, o profissional vai construir e conduzir um plano adaptado ao indivíduo, com características e objectivos específicos do cliente.

2- Quais as principais diferenças em relação a um treino livre em ginásio?

Exclusividade. Se considerarmos livre” o sistema clássico de treino, em que há um profissional que elabora um plano baseado numa avaliação inicial (bastante menos exaustiva do que a utilizada geralmente para o serviço de PT), o qual é posteriormente seguido pelo cliente sem acompanhamento, a primeira vantagem, e talvez a mais evidente, será a exclusividade: no auxílio de um profissional durante o treino, uma vez que geralmente existem no máximo 3 instrutores numa sala de exercício, onde podem estar dezenas de treinos a decorrer, e em que a atenção do(s) mesmo(s), inclusivamente no que diz respeito a segurança, tem que ser distribuída de igual forma pelos utilizadores.
Progressão mais rápida e eficaz. No caso do treino personalizado, o profissional elabora individualmente os treinos baseado na informação recolhida durante uma avaliação prévia, e torna possível uma adaptação sistemática à evolução das capacidades da pessoa, evitando assim tempos desnecessários de estagnação.

 

Profissional mais habilitado. Todos os profissionais de exercício e saúde devem estar habilitados para dar treino mas um personal trainer tem que ter conhecimentos suficientes para adaptar o exercício à pessoa que está à sua frente e algumas adaptações mais circunstanciais exigem também conhecimentos específicos como seja a substituição de um exercício por o equipamento estar ocupado, por exemplo, ou alteração do treino na impossibilidade, por qualquer razão, de cumprir o plano programado.
Treino variado. Existem inúmeros tipos de treinos que se podem pôr em prática, sendo fundamental a forma como são utilizados, alternados e/ou conjugados entre eles para a obtenção de resultados. Inclusivamente, alguns métodos de treino e exercícios específicos não podem ser utilizados por uma pessoa se esta estiver sozinha.

 

Características do treinador. O treinador tem um papel fundamental no estímulo e manutenção da motivação do cliente, munindo-se para isso de várias estratégias que podem ir desde a variedade dos métodos e materiais no treino em si, até consciencialização da própria evolução da pessoa (através de avaliações periódicas, por exemplo).Um treino personalizado torna-se por isso mais motivante do que um treino não acompanhado.

 

Comparência aos treinos. Por fim, o simples facto do compromisso que é assumido com o treinador, quando os treinos são agendados, reduz a tendência do praticante falhar a assiduidade.

3- Qual o tipo de treino mais usual com o Personal Trainer?

Uma vez que a construção do treino é individualizada, qualquer tipo de treino é possível e válido, desde que adequado às circunstâncias. Relativamente a objectivos, tal como no treino “livre”, a tendência dos objectivos de quem procura o Treino Personalizado é, segundo a minha experiência pessoal e da percentagem geral em health clubs, no sentido da perda de peso e/ou equilíbrio de composição corporal.

 

4- Quem pode procurar um PT? Todas as mulheres?

Sim, sem dúvida. Treino Personalizado é o treino para todas por excelência, uma vez que o profissional responsável “desenha” o mesmo baseado na “aluna”; é o treino que se adequa à mulher e não o contrário. Os resultados são muito diferentes.

5- Qual a Frequência semanal aconselhável para um treino personalizado?

Depende sobretudo do objectivo que se pretende alcançar e da actividade física “livre” do cliente, mas 2x por semana é talvez uma frequência mínima para obter resultados satisfatórios.

6 – Quero Fazer PT. Coma inicio o processo?

Geralmente o processo inicia-se por uma avaliação física, um questionário sobre histórico de saúde e hábitos passíveis de influenciar ou limitar a prática de exercício (anamnese), medição da tensão arterial, avaliação antropométrica, (altura, peso, composição corporal, IMC, perímetros corporais, pregas adiposas, etc…); avaliação cardiovascular, avaliação neuromuscular (teste de flexibilidade, resistência muscular, etc…) e avaliação postural.
Geralmente os resultados obtidos vão sendo monitorizados ao longo do tempo através de novos testes com uma frequência maior do que num treino livre, uma vez que os resultados são também mais rápidos. A avaliação física inicial é, como o treino em si, adaptada às necessidades, ou seja, não é muito significativo fazer uma medição exaustiva dos perímetros corporais se o cliente tiver como objectivo melhorar a postura ou recuperar de uma lesão. A avaliação vai portanto englobar todos os parâmetros que se considerem importantes ter em conta para o desenvolvimento do trabalho em questão.

7- Quais os preços de um Personal Trainer?

Dependendo do espaço (health club ou ginásio, domicílio, outdoor, etc.), e do profissional, claro, os valores podem ir de 20 ou 25€ (cerca de 200€/mês) até valores superiores a 100€ por hora, o que implica mensalidades à volta de 1000€ mensais.

8 – Que Feedback tens tido dos treinos?

No meu caso, considero a minha experiência muito positiva, raramente tive desistências por outro motivo que não seja a minha mudança de local de trabalho, o que só por si considero um óptimo feedback. Tenho tido sorte ou talvez seja um critério inconsciente que utilizo, de ter trabalhado praticantes super focados, motivados, ou pelo menos “facilmente motiváveis”, o que conduz inevitavelmente a excelentes resultados, que muitas vezes são vividos pelo treinador, neste caso por mim, quase tão intensamente como pelo cliente!

VANTAGENS dO TREINO COM UM PERSONAL TRAINER

– Criação de hábitos de vida saudável: quando começamos a praticar exercício físico com regularidade e a libertar naturalmente endorfinas (hormonas responsáveis pelo prazer), começamos a sentir prazer na própria actividade física e não apenas depois com aquela sensação de dever cumprido;

– Possibilidade de aprender muito com o personal trainer de modo a conseguir ter uma vida saudável com base -nos conhecimentos adquiridos;

– A saúde e um aspecto mais atraente fornecem mais energia para as outras tarefas diárias, aumenta a auto-confiança e a auto-estima.

 

2Comentários

  1. Manuel Pedro 17 Junho, 2019
    • Paulo Batista 24 Junho, 2019

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.