fbpx

Aptidão Física e Saúde

A aptidão física é a capacidade de realizar as atividades
quotidianas com tranquilidade e menor esforço, está
relacionada à saúde e também a pratica de atividades
físicas e tarefas do dia-a-dia. Portanto, o objetivo do
trabalho foi analisar e discutir a aptidão física relacionada
à saúde sob os diferentes enfoques retratados na
literatura.

Atividade Física praticada por muitos atletas.


Aptidão Física relacionada à Saúde
Para muitos entendidos em aptidão, a resistência cardiorrespiratória é o
componente mais importante da aptidão relacionada à saúde. Para muitas
pessoas, estar “em forma” significa ter boa capacidade de resistência
cardiorrespiratória, exemplificada por feitos de corrida, ciclismo, natação,
durante tempos prolongados. A resistência cardiorrespiratória pode ser
definida como a capacidade de continuar ou persistir em tarefas
prolongadas que envolvem grandes grupos musculares. É uma capacidade
dos sistemas circulatório e respiratório para se ajustar e se recuperar dos
esforços do corpo em exercício.
Mas além da melhora cardiorrespiratória outros autores também citam
a importância da aptidão física como uma melhora para exercer as
atividades da vida diária como, Pate que define-a como a capacidade de
realizar tarefas diárias com vigor e, demonstrar traços e características
que estão associadas com um baixo risco do desenvolvimento prematuro
de doenças hipocinéticas. Assim, o fitness físico poderia ser visto não
somente como aptidão física, mas como “um comportamento saudável”
constituído por um conjunto de fatores capazes de promover a saúde, o
bem-estar físico e a qualidade de vida dos indivíduos.


Atividades que Promovem a Aptidão Física
Relacionada à Saúde

A filosofia que prevalece hoje em dia é fazer da vida a mais mecanizada
possível, isto é, excluir o trabalho manual pesado. O ser humano passa a
maior parte de sua vida profissional com gasto energético próximo do
estado de repouso. Como a vida sedentária é um fator de risco para a
saúde, particularmente em relação às doenças cardiovasculares,
obesidade, artrites e doenças reumáticas, a falta da atividade motora no
trabalho, na escola e na sociedade em geral, deveria ser compensada por
atividades físicas e esportes durante o tempo livre. Há uma infinidade de
atividades nas quais pessoas de ambos os sexos podem tomar parte,
atividades estas que não requerem habilidades excepcionais, coragem,
equipamentos sofisticados e caros, instalações faraónicas para praticá-las.


Composição Corporal
avaliar perda de pesoO peso corporal tem dois componentes: peso de gordura e peso de
massa magra (músculos, ossos, água). Não é a quantidade total de peso
que importa em termos de saúde, mas a proporção de gordura para a de
músculos e ossos. Algumas pessoas são pesadas, porque têm músculos
muito desenvolvidos ou ainda uma ossatura pesada, mas nem por isso são
gordas. Por outro lado, muitas estão no “peso ideal”, mas possuem grande
quantidade de gordura por isso são obesas. A percentagem de gordura,
isto é, a percentagem do peso corporal total que é peso de gordura, é o
índice preferido para avaliar a composição corporal de uma pessoa. Para
os homens, os níveis de gordura estão ótimos, quando a percentagem de
gordura estiver abaixo de 15%, e são considerados obesos quando esta
percentagem estiver acima de 25%. Para as mulheres, um nível de gordura
abaixo de 20% está ótimo, e acima de 33% é considerado obesidade.


Flexibilidade, Força e Resistência Muscular
Localizada

Estes três componentes fazem parte da chamada aptidão músculo-
esquelética. Uma disfunção músculo-esquelética que afeta muita gente é
a “dor na coluna lombar”. Registos históricos destacam que Hipócrates, o
“pai da medicina” aventou a hipótese de que o homem apresentava dores
na coluna em virtude de seu bipedalismo e da posição ereta em que
caminha. Foi somente a partir da revolução industrial que os problemas da
coluna, com destaque para as dores lombares, ganharam atenção, em
virtude de sua alta incidência.
Excluindo a gripe e resfriado, a “dor nas costas” é a justificativa mais
frequente de afastamento temporário do trabalho nos países
industrializados. As poltronas e mesas inadequadas, são os mais atingidos,
junte-se a essas causas, outra de ordem emocional que afeta a todos que
vivem numa sociedade competitiva, extremamente desgastante e em
constante stress, tensão, que repercute principalmente na musculatura
das costas, causando fadiga e dores. A vida sedentária produz músculos
abdominais flácidos, por falta de exercícios, mas os músculos das costas
(principalmente da região lombar) ficam tensos, duros encurtados, por
problemas emocionais e sociais.
O fortalecimento da musculatura abdominal e a melhoria da
flexibilidade da coluna e do quadril, com o consequente alongamento das
musculaturas posterior do tronco e posterior das coxas, podem prevenir
esta síndrome. Cada componente da Aptidão Física Relacionada à Saúde
pode ser medido separadamente e exercícios específicos podem ser
aplicados para o desenvolvimento de cada um. Os níveis desses cinco
componentes da Aptidão Física Relacionada à Saúde não precisam variar
juntos, isto é, uma pessoa pode ser forte, mas faltar flexibilidade, ou uma
pessoa pode ter boa resistência cardiorrespiratória e necessitar de força
muscular.

papas de aveia
Higiene e alimentação na prática de
atividade Física

Praticar atividade física é saúde e qualidade de vida. A higiene é
fundamental para proteger e melhorar a saúde e qualidade de vida.
Veja algumas dicas importantes:
 Realizar higiene facial e corporal, no banho, de preferência com
sabão neutro;
 Escove os dentes, incluindo a língua;
 Escolha calçados e roupas certas, confortáveis;
 Alongue antes e depois da atividade física;
 Tenha uma alimentação saudável, frutas, saladas, verduras e de
prato quente escolha proteínas, carnes, aves;
 Hidratar, tomar muita água, ao menos oito copos de água ao dia;
 Fazer proteção solar é indispensável, tenha sol ou não;
 Pratique atividade física com frequência.
Quem pratica atividade física para ganhar massa magra certamente já
ouviu que precisa inserir alimentos ricos em proteínas na dieta. Isso é
necessário porque são os aminoácidos que proporcionam o crescimentos
e a reparação de tecidos – o que inclui a massa muscular. Esses nutrientes
também atuam no metabolismo celular e na contração dos músculos.
 Água;
 Banana;
 Ovo;
 Espinafre;
 Brócolos;
 Salmão;
 Peru;
 Iogurte natural.
Estes são só alguns de muitos alimentos que podem ajudar a teres
resultados físicos muitos bons, mas claro com uma prática de atividade
física a acompanhar esta alimentação.


Conclusão
O objetivo deste estudo foi mostrar que apesar de termos a informação
sobre a importância das atividades para a nossa saúde de tantas formas,
mesmo assim a maioria das pessoas ainda não a criou como habito. E
continuam a relacionar a busca de atividades físicas como perda de peso e
não muito como saúde para o organismo ou manutenção das atividades
diárias e das qualidades físicas que são perdidas tanto pela hipocinesia
quanto pela falta de atividades físicas. Pois profissionais da área devem
investir mais em transmitir o conhecimento dos maiores benefícios da
aptidão física para a saúde e promover o incentivo a pratica de atividades
que levem as pessoas a trabalharem o seu bem estar através de exercícios
físicos. “ATIVIDADE FÍSICA ‘IDEAL’ É AQUELA QUE A PESSOA GOSTA.”


Bibliografia
http://recursos.fitescola.dge.mec.pt/aptidao-fisica/
https://www.jasminealimentos.com/alimentacao/alimentos-
para-ganhar-massa-muscular/
http://metodistacentenario.com.br/jornada-academica-
educacao-fisica-da-fames/anais/7a-jornada/daiane-farias-afrs-
fames.pdf

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.